2.11.05

carro de senhora

os carros divido em dois grupos (a parte os outros, infinitamente inumeráveis) : os carros e as 'carras'. para ser 'carra' é imprescindível ter espelho no corta sol do lada d0/a condutor/a. dá imenso jeito nas filas do transito. retocar a maquilhagem displicentemente durante os piropos pateticos dos vizinhos no semáforo, fazendo de surda. e lançar-lhes um olhar carregado de rimmel dizendo sem palavras 'chucha no dedo, bébé', somente quando cai o verde, pois então. habitualmente as 'carras' são deliciosamente desarrumadas, e vingamo-nos nestes territoriozinhos portáteis da disciplina que zelosamente instalamos nos nossos territórios fixos. nas 'carras' há pó por todo o lado; no inverno ainda há restos de areia da praia do verão; os brinquedos das crianças; as cadeirinhas; restos de pacotes de bolachas; mais as nossas pastas e ainda aquele par de sapatos de salto alto para alguma emergência, etc, etc, etc. num parque de estacionamento é delicioso identificar de quem são os veiculos estacionados. as 'carras' identificam-se pela criatividade da polivalência, e chego a comover-me com o pó destas assoalhadas satélite. como um sótão pós moderno, reinventado por nós.

referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com