10.11.05

confissão

Entre as várias fantasias que me assaltam a espaços, uma é recorrente: a de conhecer pessoalmente e de mandar uma grande queca, ali e na hora, a um gajo que me tenha dado um prazer tão grande com aquilo que escreveu, que eu tenha ficado à beira de me vir. Com os outros não sei, comigo é assim: certas miscelâneas de ideias e palavras, certas sintaxes desarrumadas e ortografias caóticas, exalam uma sensualidade tal, que é como se me despejassem um balde de feromonas em cima, ensopando-me por fora e por dentro, deixando-me tão cheia de tesão que eu dou por mim a pensar, caraças, pá!, se este cabrão aparecesse agora à minha frente, saltava-lhe para cima, não queria saber se fosse gordo, corcunda anão ou leproso.
E com o que escreveram gajas, também me aconteceu, embora a essas, desafortunadamente, não me tivesse apetecido saltar-lhes para cima (embora me tivesse apetecido apetecer) mas, antes, convidá-las para jantar, embebedarmo-nos, fumarmos um charro e passarmos a noite a falar de blogues, de vacas que detestamos e de actores de cinema giros, enquanto comparamos tamanhos de egos, de talentos e de pilas. E vinhamo-nos à mesma.
Sim, confesso: já li certas coisas superlativas, geniais (em blogues, livros, jornais, revistas, cartazes de parede, anúncios), que me deixaram a pensar, tenho que conhecer o gajo que escreveu isto, pá, o estupor que me fez chorar como se o mundo estivesse a acabar, o cromo me fez rir até a respiração se me prender num vácuo, o tarado que me fez parar o carro no meio do trânsito e sair cá para fora, ignorar olimpicamente os condutores furibundos que me ameaçavam de morte e fumar um cigarro, enquanto me acalmava e pensava naquilo que ele havia escrito. A esse gajo, apetece-me abrir-lhe as pernas e mostrar-lhe o meu apreço (e, ao mesmo tempo, aproveitar a osmose corporal para lhe sacar um bocadinho do génio e vampirizar-lhe descaradamente o talento).


O engraçado é que, nenhum dos textos que li e que me fizeram sentir isto, falavam explicitamente de Sexo, de Amor ou de alguma coisa entre os dois.


referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com