15.9.06

Mais uma versão genial do genial poema de Florbela Espanca

Comer!

Oh, deixem-me ser gorda, ser gorda largamente
Debicar aqui, provar além...
um folhado de salsicha, uma sandes diferente
Comer, oh, sim, comer, e não chatear ninguém!


(...)

Etc., etc., depois continuo.

referer referrer referers referrers http_referer Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com